Se você AMA viajar e AMA a natureza, certamente a prática do MERGULHO SUBAQUÁTICO é o esporte ideal pra você. Porque se, além de conhecer lugares incríveis, o viajante que procura por algo diferente, que proporcione liberdade, contato com a natureza e um visual deslumbrante, então está precisando descobrir o mundo subaquático! Mergulhar é uma experiência incrível que te leva a uma viagem aos sons do mar, apreciando a biodiversidade marinha e cores absolutamente incríveis.

Listamos abaixo os cinco lugares mais incríveis e seguros para você aproveitar ao máximo essa experiência no Brasil. Confira!

Arraial do Cabo

Considerada a Capital Brasileira de Mergulho, Arraial do Cabo vai te impressionar em absolutamente tudo!

Entre os pontos mais procurados para conhecer o mundo subaquático estão Ilha do Cabo Frio, Saco do Cherne (10 m), Pedra Vermelha (6 a 12 m), Saco do Anequim (6 a 12 m) e Saco do Cardeiro (6 a 12 m). Além disso, é possível conhecer os destroços de navios afundados como o Naufrágio do Harlingen, na Furna das Mulheres, que está a 15 a 25 m de profundidade e o Naufrágio do Thetis, que está na Saco dos Ingleses a 7 a 18 m. 

Conhecer o mundo subaquático da Capital do Mergulho Brasileiro é uma experiência que você guardará para o resto de sua vida.

Angra dos Reis

Localizada no Sul do Rio de Janeiro, com 365 ilhas, isso mesmo, uma ilha para cada dia do ano e mais de 2 mil praias.

Angra é indiscutivelmente a que possui um dos melhores locais para a prática de mergulho e flutuação do Brasil. Na enseada de Araçatiba também é possível encontrar a Laje Branca, que está a 16 m de profundidade. 

Na Enseada do Sítio Forte, o mergulhador pode se deslumbrar com o Naufrágio do navio Pingüino. É possível ver os destroços a poucos metros abaixo d’água e, os mais experientes, também podem entrar nos porões e corredores da embarcação. O naufrágio do Helicóptero, localizado na Laje do Matariz, também é outro ponto turístico que vale a pena ser visitado. 

Mas o ponto mais procurado pelos mergulhadores, sem dúvida, é a Ilha Grande, que tem águas cristalinas e um mar com tom verde esmeralda, um atrativo e tanto para quem quer conhecer a vida marinha. Outro ponto famoso é a Laje Alagada, onde é possível ver uma diversidade grande de estrelas do mar em meio às fendas das pedras gigantescas do local.  

Chapada Diamantina

O Parque Nacional fica localizado no coração da Bahia e possui as maiores montanhas do Nordeste. Sempre conte com um guia credenciado para conhecer este local, pela dificuldade dos acessos aos pontos turísticos.

O local é repleto de belezas naturais com seu conjunto de cachoeiras, cavernas, cânions, cidades históricas e muita aventura. Lá, você vai encontrar o famoso  Poço Azul, na cidade de Nova Redenção (BA) e tem mais de 16 m de profundidade. 

A Gruta da Pratinha, na Fazenda Pratinha, em Iraquara, também reúne diferentes espécies de peixes em um aquário natural dentro de uma caverna. A água varia sua tonalidade entre azul, verde e prata, dependendo da luz do sol. Não esqueça sua lanterna para explorar melhor cada canto.

Fernando de Noronha

Noronha certamente está entre os TOP03 na lista de desenhos de todo amante da natureza e mar. Pode ser longe para alguns, caro para outros, mas o visual para o mergulho compensa tudo!

Fernando de Noronha  tem o apelido de “Esmeralda do Atlântico”. Nem precisa explicar, né? O mergulho será absolutamente nítido e, por conta de suas águas e correntes, a nitidez debaixo d’água pode chegar a incríveis 50 metros.

A ilha é conhecida como um dos melhores locais do mundo para se mergulhar, então não deixe de visitar a Caverna da Sapata, que tem entre 15 m a 30 m de profundadide. Lá é possível ver raias-prego, meros e outros peixes maiores. Agora, se você quer um passeio mais “relax”, vale a pena pegar seu snorkel e óculos para correr para a Baía dos Porcos ou à Praia do Sancho.

Se a ideia do passeio for mais aventureira, o Naufrágio do Porto é uma das melhores opções. Na Praia do Porto você encontra dois antigos navios gregos afundados que podem ser vistos a apenas 3 m de profundidade. O local virou residência fixa de diversas espécies de animais marinhos como peixes, tartarugas, moreias, arraias e tubarões. Já o Corveta V17, na Ponta da Sapata, está a 70 m de profundidade na maré alta e pouco menos de 2 m na maré baixa, então esse mergulho é recomendado apenas aos mais experientes. Lá, é possível ver quase toda estrutura preservada, incluindo objetos deixados pela tripulação.

Florianópolis

Famosa por suas praias e vida noturna, a cidade tem seis pontos de mergulho que são impressionantes, mas vale mais a pena visitar no verão para conhecer a diversidade de fauna e flora marinha.

A Ilha Mata Fome é o local perfeito para os iniciantes, com paisagens a apenas 12 m de profundidade. Você vai encontrar um aquário submerso com uma variedade extrema de peixes e corais. A Praia de Jurerê e a Cachoeira do Bom Jesus também são dois lugares para inexperientes, pois possuem águas calmas e cristalinas.

Já a Ilha do Arvoredo é o principal ponto de mergulho na capital é o lado sul da cidade. A Ilha do Xavier (formada por outras três ilhas: Galé, Deserta e Calau de São Pedro) fica bem em frente à Praia Mole e tem uma rica beleza natural a uma profundidade que varia entre 5 e 18 metros. A Ilha das Aranhas está entre as Praias do Santinho e Moçambique tem a melhor condição para mergulho na área. 

O Naufrágio dos Ingleses está a apenas 100 m da praia de mesmo nome e virou um verdadeiro santuário de peixes e ouriços. Não é recomendado entrar no navio devido ao alto índice de acidentes.

Gostaram das dicas? Então, se programe para as próximas viagens e cursos da Scubalab Rio. Temos os cursos OPEN WATER ou os ADVANCED SDI para que vocês possam desfrutar com segurança, conforto e muita diversão, todas essas possibilidades de mergulhos.

Leave a comment